Sinteps lançou campanha pela (re)democratização do Centro durante o II Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica

13/6/2012

 

Realizado em Florianópolis, entre os dias 28 de maio e 1º de junho, o II Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica (FMEPT) reuniu mais de 20 mil pessoas do Brasil e de outros países, entre estudantes, professores, pesquisadores, trabalhadores, representantes de governos, sindicatos, associações e outros. O tema geral foi Democratização, Emancipação e Sustentabilidade.

 

src=http://www.sinteps.org.br/news0398_clip_image002.jpg

 

O Sinteps teve participação expressiva no evento, como membro da comissão organizadora e, também, na execução de várias atividades. Uma delas foi o lançamento da revista dos 18 anos da entidade (confira a íntegra da revista em www.sinteps.org.br).Outra foi o relançamento do livro Os (des)caminhos da Educação Profissional e Tecnológica no Estado de São Paulo - Das raízes à s reformas neoliberais: Aspectos históricos e reflexões políticas , editado em 2008, por ocasião do aniversário de 15 anos do Sinteps. O livro tem a autoria de Silvia Elena de Lima, Salvador dos Santos Filho e Clóvis Roberto dos Santos Filho.

O ponto alto da participação do Sinteps foi o lançamento da campanha pela (re)democratização das instâncias de poder do Centro Paula Souza e pela manutenção do vínculo com a Unesp. Além de expor o tema num grande pôster, com fotos e textos, nosso Sindicato deu início à  coleta de assinaturas em abaixo-assinado sobre os dois temas. A receptividade foi muito boa e as pessoas se espantavam ao saber que há 20 anos não elegemos nossos dirigentes, conta Silvia Elena de Lima, diretora do Sinteps presente ao II FMEPT.

Ela relata que os representantes do Sinteps explicavam aos participantes que o Centro Paula Souza já foi uma estrutura democrática e que, no início dos anos 90, como produto da luta da comunidade, a instituição teve seu primeiro superintendente eleito. Porém, com a chegada do PSDB ao poder, em 1995, veio a intervenção e seus dirigentes passaram a ser indicados pelo governador. Além de ser um atentado aos direitos democráticos da comunidade acadêmica, a medida inaugurou uma era de arrocho salarial e sucateamento da educação de qualidade oferecida à  sociedade, enfatizava o pôster.

Mostramos que, em 2012, esta luta ganha força, que queremos votar e ser votados, que queremos condições dignas de vida e de trabalho, destaca Silvia.

 

Palestra e outros

O professor José Aparecido Sartori, da ETEC Dr. Carolino da Motta e Silva, de Espírito Santo do Pinhal, um dos componentes da delegação do Sinteps, ministrou a palestra Mecanismo de desenvolvimento limpo em florestas brasileiras, no dia 29 de maio.

O Sinteps também colaborou com a exposição Técnicas de Reciclagem, do Instituto Nacional de Educação, Cultura e Cidadania (INECC), sob o título Bonecos de papel e seu papel na sociedade. O trabalho, realizado por Eduardo José Moreira, é produto das andanças do autor por ruas, praças e avenidas de Santo André, coletando lixo jogado fora. De posse de todo tipo de quinquilharias, ele montou seus bonecos e bonecas de papel, figuras enigmáticas e sem rosto definido, que atuam numa sociedade excludente, que não toma conhecimento da importância do humano na sua construção.

 

Presença do Centro

Diferente da primeira edição, realizada em 2009, o Centro Paula Souza participou deste II FMEPT com palestras e atividades. Destaque para a participação das FATECs de Itu, Capão Bonito, Garça, Tatuí, Guarulhos e Presidente Prudente, que mostraram seus trabalhos, provando que é possível o Ceeteps retornar ao que já foi um dia, quando a pesquisa e a extensão eram práticas na instituição.

 

 

Sobre o Fórum

O Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica é um evento temático vinculado ao Fórum Mundial de Educação, um movimento pela cidadania e pelo direito universal à  educação que busca levantar propostas para integrar a plataforma mundial de educação.

A programação do evento contou com conferências, debates, oficinas, Mostra de Inovação Tecnológica, Mostra de Artes Visuais, Mostra de Pôsteres, Feira Gastronômica, Feira de Economia Solidária e Feira do Livro. Além de toda a programação oficial, diversas atividades artísticas fizeram parte da programação cultural.

Nesta segunda edição, quem comandou a organização do Fórum foi o Instituto Federal de Santa Catarina (IF-SC). Além da instituição, outras 80 entidades também compuseram o Comitê Organizador, entre elas o Sinteps.

A primeira edição do Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica foi realizada em 2009, em Brasília. Com o tema Educação, Desenvolvimento e Inclusão, o evento reuniu 15 mil pessoas do Brasil e de 20 outros países dispostas a participar da discussão sobre a formação do cidadão para o mundo do trabalho. O Sinteps também esteve presente na organização e na realização do evento.

 

Carta final do II FMEPT

A educação é um importante instrumento de luta para a construção de sociedades mais justas e mais capazes de coexistir com a vida no planeta. Esse é um dos pontos defendidos pela Carta do II Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica, lida ao final do evento.

Na Carta, há 11 princípios que os participantes do Fórum defendem. Entre eles, a garantia de educação profissional e tecnológica voltada a trabalhadores e trabalhadoras, jovens e adultos como política pública e o direito universal e inalienável de homens e mulheres à  educação emancipadora, inclusiva e solidária.

 

[ddownload text=Para ler a íntegra da carta, clique aqui. style=link]