Agosto: Vamos disparar a luta pela redemocratização do Centro e para inserir nossas reivindicações na nova carreira

13/7/2012

Duas questões muito importantes para os trabalhadores do Centro Paula Souza estão em destaque neste momento. Uma delas é a campanha pela (re)democratização das estruturas de poder do Ceeteps, uma vez que estamos à s vésperas da escolha de novos nomes para a Superintendência. Queremos eleições livres e democráticas.

Outra questão central é a nova carreira. Como se sabe, o ˜reajuste™ da data-base 2012 ficou nos parcos 10,2%. Sem uma resposta mais aguerrida por parte dos professores e funcionários do Centro Paula Souza, o governo não se sentiu pressionado a ir além. Isso faz com que as atenções se voltem, agora, para a carreira da categoria. Anunciada durante a greve de 2011, a existência da proposta do governo, que ainda tramita em suas várias secretarias, continua envolta em mistério. No ano passado, somente esboços foram apresentados ao Sinteps.

Pressionada pela realização do ato público em 22 de maio, a superintendência do Ceeteps comprometeu-se a divulgar a íntegra da proposta em reunião a ser realizada com o Sinteps no final de junho. Após vários adiamentos, tal reunião ficou marcada para o dia 18 de julho.

O Sinteps espera que a proposta seja divulgada em sua íntegra, inclusive com as tabelas salariais. A partir daí, a categoria deve se mobilizar para inserir no projeto do governo todos os itens que considera importantes e que ficaram de fora das negociações da data-base 2012, como é o caso da volta da sexta-parte, o direito à  licença maternidade de 180 dias para as celetistas (que já é garantida à s estatutárias). Queremos, também, maiores valores no vale refeição, implantação do serviço de medicina do trabalho (para acabar de vez com o problema da não aceitação de atestados médicos) etc.

Caso a reunião aconteça, realmente, no dia 18 de julho, seus resultados serão divulgados amplamente na sequência. Fique atento!