14/8/2019:Sindicato indica um dia de paralisação e luta pelo atendimento das nossas reivindicações na data-base 2019

A última reunião do Conselho Diretor (CD) do Sinteps – com a presença dos diretores de base, regionais e executivos –, realizada em 10/6, discutiu o cenário da data-base 2019.


Após termos fechado a nossa Pauta de Reivindicações deste ano (clique aqui) e protocolado junto à administração do Centro e ao governo, dois fatos importantes ocorreram:

1) No dia 10/4,após ouvir a defesa dos diretores do Sinteps sobre as principais reivindicações, a superintendente do Centro, Laura Laganá, disse que não tinha autonomia para negociar as questões salariais, mas se dispôs a criar duas comissões entre Gabinete e Sindicato para:

  • Revisão na carreira implantada em 2014: Trata-se do item 4 da nossa Pauta 2019. O Sindicato quer reformar a carreira de acordo com a proposta aprovada no VIII Congresso da Categoria, realizado em julho de 2017 (novas tabelas reajustadas para todos, implantação da jornada para os docentes, fim do interstício para as titulações, extensão do enquadramento especial por titulação aos administrativos e auxiliares de docente, licença maternidade de 180 dias para as celetistas, entre outras). Clique aqui para conferir a proposta do Sinteps.
  • Comissão para revisão dos critérios de atribuição de aulas: Trata-se do item 3 da nossa Pauta 2019. O Sindicato reivindica a instituição de várias mudanças nos critérios de atribuição de aulas para os docentes de ETEC, como é o caso da realização de concursos por área e não por disciplina (como ocorre hoje), o que garantiria uma maior estabilidade ao professor. Porém, o Sinteps continua intransigente na luta pela jornada de trabalho para os docentes.
  • Outros itens sobre os quais a Superintendência dispõe-se a fazer acordo: Além da instalação das duas comissões acima, o Centro manifestou interesse em celebrar acordo sobre alguns outros itens da nossa Pauta. São eles: item 2.6 (horário de estudante para os administrativos), item 2.7 (licença sem vencimentos para todos), item 11 (limite máximo de 10 horas aula na jornada docente, mediante solicitação expressa do professor), item 12 (redução do intervalo entre jornadas para os docentes, mediante solicitação expressa do interessado), item 20 (respeito aos direitos previstos no ECA e Estatuto do Idoso), item 21 (direitos das mães trabalhadoras).


Obs.: Até o momento, embora cobrada com insistência pelo Sindicato, a Superintendência não concretizou as comissões acordadas.


2) No dia 30/4,os diretores do Sindicato foram recebidos pela secretaria de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen. Também estavam presentes a vice-diretora superintendente do Centro, Emilena Lorenzon Bianco, e o chefe de gabinete da Superintendência, Armando Natal Maurício. Após ouvir quais eram as reivindicações, a secretária determinou ao Centro que apresentasse, num prazo de 15 dias, estudos com os impactos quanto às reivindicações de:

  • Promoção especial imediata para o pessoal técnico-administrativo e auxiliar de docente;
  • Reajuste salarial de 4% + 2% de ganho real retroativo a 1º de março de 2019, mês da data-base da categoria e os demais cenários pedidos pela secretária;
  • Contratação de plano de saúde institucional para todos os trabalhadores do Centro.


Obs.: Passados quase dois meses desde então, nada aconteceu. O Sindicato vem cobrando insistentemente que o Centro apresente estes estudos e honre o acordado na mesa com a secretária.

 

Sem mobilização, não vai passar disso

Sem mobilização, dificilmente conseguiremos ir além do que foi conversado (e ainda não concretizado!) com a Superintendência no dia 10/4 e com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico no dia 30/4.


Se queremos avançar, tenha consciência, é preciso se mobilizar!

 

Sinteps indica: Um dia de paralisação nas unidades e ato em frente ao Centro em 14/8

Os presentes à reunião do Conselho Diretor (CD) do Sinteps em 10/6 aprovaram por unanimidade a indicação de um Dia de Paralisação e Luta nas unidades, com realização de ato público em frente à Administração do Centro, em São Paulo. Considerando o final do semestre letivo, a avaliação unânime foi de que o melhor momento para isso é logo após o retorno às aulas do segundo semestre. A data indicada é 14 de agosto! Vamos pressionar a Superintendência do Centro e o governo Doria a negociarem seriamente nossa Pauta de Reivindicações 2019.

 

Assembleias setoriais para decidir!

Para decidir sobre a participação dos trabalhadores do Centro no Dia de Paralisação e Luta, o Sinteps indica a realização de assembleias setoriais nas unidades até 9/8. No dia 9/8, haverá nova reunião do Conselho Diretor (CD) do Sindicato para tabular os resultados das setoriais, a serem divulgados em seguida, junto com as orientações para o dia 14/8.


As assembleias setoriais serão realizadas pelos diretores do Sinteps (de base, regionais e da Executiva) no maior número possível de unidades, que somam cerca de 300 no estado todo. Se a sua unidade não conta com nenhum diretor representante, você pode ajudar na mobilização e organizar a assembleia. No site do Sindicato (www.sinteps.org.br), no item “Fique por dentro” – “Data-base 2019”,você encontra todos os materiais necessários.


Após a assembleia, a ata/lista deve ser digitalizada e enviada para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..