Mas o trabalho está só começando.... Pressione o deputado da sua região!

 

Desde tomar conhecimento do encaminhamento do governador do projeto de equiparação salarial dos servidores técnicos administrativos à Lei 1.080/2008 e da publicação em Diário Oficial no dia 25/08/2017, sexta-feira, do Projeto de Lei Complementar nº19/2017 – que dispõe sobre a reclassificação dos salários fixados pelos Anexos IV e V a que se referem os incisos IV e V do artigo 25-A, da Lei Complementar nº 1.044/2008 – diretores do Sinteps vêm trabalhando diuturnamente com o objetivo de melhorar e trazer mais conquistas para os trabalhadores do Centro Paula Souza.


Nesses dias, membros da Direção Executiva conversaram com a liderança do governo e as lideranças do PSDB, PT, PSB, PSOL, PV, PCdoB, PMDB, DEM E PTB, além de gabinetes dos deputados Alencar Santana Braga (PT), Caio França (PSB), Campos Machado (PTB), Carlão Pignatari (PSDB), Carlos Giannazi (PSOL), Itamar Borges (PMDB), Leci Brandão (PCdoB), entre outros parlamentares.


Os diretores do Sinteps procuraram mostrar a todos a necessidade e a importância de propor melhorias no PLC 19/2017 para os servidores do Ceeteps, que ano após ano vêm sendo desvalorizados. Eles enfatizaram que estas melhorias gerariam impacto ínfimo no orçamento da autarquia mas, em contrapartida, trariam um reconhecimento, mínimo que seja, para estas parcelas da categoria que estão sobrecarregadas e sem valorização há muito tempo.


O reflexo do trabalho incessante dos diretores sindicais foi o protocolo de 27 emendas, assinadas por deputados de diversos partidos, com um objetivo claro: melhorar a situação dos servidores da autarquia.

 

O que pedem as emendas


As 27 emendas tratam, basicamente, das seguintes questões:

 

  • Extensão do enquadramento especial por titulação aos Auxiliares de Docente e servidores Técnico-Administrativos. (emendas 1, 2, 4, 5, 13, 17, 21, 22, 25 e 27)

  • Para a classe de Operacional de Suporte (e a de Auxiliar de Apoio, em extinção), a concessão de 3 referências (em vez de 2, como consta na carreira atual), de modo a garantir isonomia com as demais classes. Também propõe a mudança da denominação de “Operacional de Suporte” para “Oficial de Apoio”. (emendas 3, 6, 11, 12, 15, 16, 18, 20 e 26)

  • Nova tabela de vencimentos para os cargos em confiança, com reajuste geral de 30%, de modo a fazer justiça com esse pessoal, que não teve os enquadramentos que todos os trabalhadores tiveram por tempo e, portanto, está sem qualquer mudança salarial desde a implantação da nova carreira (emendas 7, 9, 19 e 23)

  • Fim dos interstícios para a promoção, garantindo a mudança de referência sempre que o profissional obtiver a titulação necessária para evoluir. (emendas 8, 10, 14 e 24)

 

Obs: Clique aqui para conferir a íntegra das emendas, na forma proposta pelos deputados.

 

O trabalho está só começando... Veja como ajudar na pressão

Embora o governador tenha enviado o PLC 19/2017 à Assembleia Legislativa em regime de urgência, não é possível saber ao certo quando ele irá à votação em plenário. Por isso, os diretores do Sinteps estão em contato permanente com as lideranças partidárias, para apressar ao máximo o trâmite do PLC e das emendas apresentadas.


Mas temos que ter clareza que simplesmente propor as emendas não nos garante a sua aprovação. É importante pressionarmos os deputados na Assembleia Legislativa, mas é FUNDAMENTAL que os trabalhadores em suas unidades se organizem e procurem os deputados da sua região, cobrando apoio à tramitação rápida do PLC 19/2017 e à aprovação das emendas. Além disso, é relevante a ida às Câmaras Municipais, para pedir aos vereadores que façam uma moção de apoio destinada à Assembleia Legislativa para aprovação do projeto com as emendas propostas pelo Sindicato.


Em www.sinteps.org.br, no item “Fique por dentro” – “Mobilização pelo PLC 19/2017”, você encontra proposta de moção para os deputados e vereadores, sugestão de e-mails, bem como a lista nominal dos deputados, por partido, contendo seus contatos regionais e em São Paulo. Priorize os deputados da base governista de sua região para procurar pessoalmente. Para os demais, mande e-mails.


O momento é de união, de fortalecer a nossa organização e de pressionar os deputados para aprovarem rapidamente o PLC 19/2017, com nossas emendas. Juntos, conquistamos mais!