Governo sinaliza com 8,1% de reajuste. Bônus fica na mesma

17/4/2013 Negociacao em 17 de abril - Para texto interno3

Nesta quarta-feira, 17/4, a direção do Sinteps foi chamada para uma negociação na Secretaria Estadual de Desenvolvimento 

Econômico, Ciência e Tecnologia. Além dos diretores do Sindicato, estavam presentes a superintendente, professora Laura Laganá, o vice- superintendente, professor César Silva, alguns assessores do Centro e o chefe de gabinete da Secretaria, Antônio Carlos Santa Izabel.

A professora Laura informou ter realizado três reuniões em várias instâncias do governo, tendo conseguido o compromisso de que o governador aplicará no Centro Paula Souza o mesmo reajuste que está sendo oferecido à rede estadual: 8,1% a partir de 1º de julho, para pagamento nos salários de agosto.

Em relação à nova carreira, a superintendente disse que, até o final de abril, deve ter uma proposta final por parte da Fundação Instituto de Administração (FIA), órgão contratado pelo Centro para desenvolver o plano. Segundo ela, a FIA vai analisar o projeto elaborado pelo Sinteps, para ver o que é possível ser inserido na proposta do Centro. Depois disso, a proposta do Centro será apresentada ao Sinteps e será discutida numa reunião entre as partes até o dia 10 de maio. A expectativa da superintendente é que o projeto final do Centro seja enviado ao governo até o fim de maio e, após isso, deverá passar por análise de várias secretarias de Estado (Gestão Pública, Planejamento, Fazenda e Casa Civil) e do Comitê de Qualidade da Gestão Pública (CQGP). Por fim, depois de toda esta maratona, seguirá para aprovação na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Em relação ao Bônus Resultado, a professora Laura diz que nada pode ser feito neste ano, mas que conseguiu do governo a autorização para estudar mudanças na sistemática de avaliação para o ano que vem. Ela diz estar ciente de que os critérios atuais penalizam as unidades e não reconhecem a excelência das escolas do Ceeteps.

O Centro também obteve autorização do governo para estudar a implantação de um plano de saúde institucional.

Os diretores do Sinteps questionaram se havia respostas aos demais pontos da Pauta de Reivindicações (reajuste nos pisos, reposição de perdas salariais, cumprimento da Lei do Piso, correção nos benefícios etc). Para todos, a resposta do governo é NÃO!

 

Todos ao ato público dia 19/4! Organize a caravana de sua unidade!

Pressionado pelo início da mobilização da categoria, o governo já começou a se movimentar. Agora, os trabalhadores do Centro devem decidir se o resultado desta primeira negociação é aceitável ou não.

Atenção ao calendário de lutas:

Até 18/4/2013: Realização de assembleias setoriais nas ETECs e FATECs. Os trabalhadores devem se posicionar sobre a proposta de GREVE GERAL DA CATEGORIA por tempo indeterminado, a partir de 22/4/2013. Envie os resultados da assembleia em sua unidade para sinteps@uol.com.br, até o dia 18/4, à noite. Clique abaixo e obtenha o modelo de ata e lista de presença.

Ficheiro Ata e lista de presença nas assembleias setoriais em abril 2013 (94,8 KiB)

19/4/2013: Paralisação nas unidades e participação no ato público na Praça Coronel Fernando Prestes (ao lado da FATEC/SP), a partir das 13 horas. De lá, seguiremos para o Vão Livre do MASP, para nos juntarmos ao ato unificado das categorias do funcionalismo paulista, marcado para as 16h. Organize a caravana de sua unidade (entre em contato com Érica, pelo e-mail erica.adm@sinteps.org.br).

22/4/2013: Proposta de início da GREVE GERAL DA CATEGORIA, por reajuste salarial, carreira digna e em repúdio à farsa do Bônus!

 

Pin It